Realidade Virtual como Ferramenta para Saúde Biopsicossocial de Indivíduos com Síndrome de Down

Autores

  • Júlio Cesar Giroldo Universidade Cidade de São Paulo (UNICID)
  • Luciana Moreira Motta Raiz Universidade de Franca (UNIFRAN)
  • Danilo Cândido Bulgo Universidade de Franca (UNIFRAN)

Palavras-chave:

Fisioterapia, Síndrome de Down, Realidade Virtual

Resumo

A Síndrome de Down é uma condição genética em que uma pessoa nasce com material genético extra no cromossomo 21, resultando em características físicas distintas e frequentemente acompanhada por deficiência intelectual de grau variável. Cuidar desse grupo populacional requer uma pluralidade de fomentos e estratégias. Assim, no cenário contemporâneo, a fisioterapia surge como uma abordagem relevante para o tratamento de saúde, onde em sua práxis profissional, destaca-se a realidade virtual, que é uma tecnologia estruturada por ambientes digitais imersivos, não imersivos e interativos, que podem ser explorados e experimentados como simuladores de ações cotidianas. Objetivo: elucidar os benefícios da realidade virtual associados à fisioterapia na saúde biopsicossocial de indivíduos diagnosticados com SD. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa de revisão literária, produzida por meio de artigos científicos disponíveis nas bases de dados Scientific Electronic Library On-Line (Scielo) e PubMed, realizada entre junho e julho de 2022, envolvendo estudos publicados em um espaço temporal datado de 2012 a 2022 (últimos 10 anos). Foram incluídos os estudos que estivessem disponíveis na íntegra e de forma gratuita, no idioma português e inglês enfatizando a abordagem da RV no tratamento fisioterapêutico em pacientes diagnosticados com SD. Foram excluídos estudos cuja temática seja abordada em outras patologias, transtornos ou síndromes, revisões de literatura, pagos para serem lidos, bem como capítulos de livros, teses, dissertações ou anais de congressos. Resultados: Após inserção dos critérios de elegibilidade 08 artigos preencheram os requisitos para estruturação geral da presente revisão. Conclusão: A literatura apresentou informações positivas no que tange o tratamento fisioterapêutico associada à RV, permitindo que os indivíduos com SD se beneficiem de maneira multidimensional acerca dessa ferramenta contemporânea, auxiliando no desenvolvimento biopsicossocial. Ademais, são necessários mais estudos com o objetivo de explorar a importância dessa ferramenta no cotidiano desse perfil populacional.

Downloads

Publicado

2024-01-10

Como Citar

Giroldo, J. C., Moreira Motta Raiz, L., & Cândido Bulgo, D. (2024). Realidade Virtual como Ferramenta para Saúde Biopsicossocial de Indivíduos com Síndrome de Down. Revista Pluri Discente, 1(5), 82–89. Recuperado de https://pluridiscente.cruzeirodosulvirtual.com.br/pluridiscente/article/view/145